Ministra da Agricultura ironiza Gisele e diz querer modelo como embaixadora.

A ministra da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), Tereza Cristina, ironizou a modelo Gisele Bündchen em uma entrevista à Rádio Jovem Pan concedida nesta segunda-feira, 14, dizendo que a brasileira deveria ser uma "embaixadora" do País no exterior, divulgando como o Brasil produz com preservação à natureza. Tereza criticava a atuação de brasileiros que, como a modelo, crítica a legislação e a atuação do governo na preservação da sua floresta. "É um absurdo o que fazem hoje com a imagem do Brasil. Infelizmente são maus brasileiros.

Por algum motivo vão lá fora levar uma imagem do Brasil e do setor produtivo que não é verdadeiro. 
País nenhum do mundo que tenha lei como a nossa", disse

Leia mais em UOL

Gelo da Antártica está derretendo seis vezes mais rápido do que há 40 anos, diz estudo

O aquecimento global está provocando um degelo mais acelerado da Antártica – uma velocidade seis vezes superior à registrada há 40 anos. Isso deve provocar uma maior elevação do nível do mar em todo o mundo, segundo anúncio feito por pesquisadores nesta segunda-feira (14).

O artigo foi publicado na revista americana "Proceedings of the National Academy of Sciences" (PNAS) e aponta que o derretimento do gelo antártico elevou o nível do mar em 1,4 centímetro entre 1979 e 2017.

Eric Rignot, principal autor do trabalho, espera que o ritmo do degelo leve a um aumento maior do nível do mar do que o previsto para os próximos anos.

"Se as camadas de gelo da Antártica continuarem derretendo, teremos um aumento de vários metros do nível do mar", advertiu Rignot.

O trabalho atual mostra a avaliação mais longa da história sobre as massas de gelo da Antártica – foram analisadas 18 regiões geográficas do continente. As informações foram obtidas por meio de fotos aéreas de alta resolução capturadas por aviões da Nasa e por satélites de diversas agências espaciais.

Estudos anteriores preveem um crescimento de 1,8 metro no nível do mar até 2100. Várias cidades costeiras poderão ser inundadas, lugares onde vivem milhões de pessoas.

Os cientistas concluíram que entre 1979 e 1990 a Antártica perdeu, em média, 40 bilhões de toneladas de gelo por ano. Entre 2009 e 2017, essa perda subiu para 252 bilhões de toneladas por ano.

Segundo os pesquisadores, até certas zonas consideradas "estáveis e imunes à mudança climática" na Antártica Oriental sofrem com o degelo.

"O setor da Terra de Wilkes, na Antártica Oriental, sempre foi um participante importante na perda de gelo, inclusive nos anos 80. Essa região é provavelmente ainda mais sensível à mudança climática do que se acreditava. É importante saber porque ela tem mais gelo que a Antártica Ocidental e a Península Antártica juntas".

Rignot disse que o aumento da temperatura dos oceanos acelerará o processo – outras pesquisas recentes mostraram que a temperatura das águas do planeta também está aumentando mais rápido que o previsto pela ciência e batendo recordes.

Leia completo em G1

'A proteção do meio ambiente não pertence a nenhuma corrente política ou ideológica'

É triste testemunhar no Brasil a “ideologização” do debate ambiental. A proteção do meio ambiente não pertence a nenhuma corrente política ou ideológica. Sustentabilidade é sinônimo de sobrevivência. Quem ideologiza o debate ambiental age por ignorância ou má fé, escreve André Trigueiro, jornalista e ativista ambiental, em artigo publicado por G1, 31-12-2018.

Eis o artigo.

Se o presidente Jair Bolsonaro cumprir em 2019 as promessas feitas em 2018 como candidato, estará em curso no Brasil a maior operação desmonte das políticas ambiental e indigenista da História do País. A montagem do novo governo priorizou os interesses do agronegócio (ou de uma parcela desse segmento) e, em função disso, serão postas em prática políticas que privilegiarão a flexibilização da legislação ambiental, o enfraquecimento do Ibama e dos sistemas de licenciamento e fiscalização, e a maior tolerância em relação ao desmatamento com possível alteração dos parâmetros técnicos do INPE que regem as rotinas de monitoramento por satélite da Amazônia.

Depois de anunciar que não promoverá novas demarcações de terras indígenas, e relegar à Funai um papel de avalista das novas políticas do governo federal, Bolsonaro fará o que estiver ao seu alcance para autorizar atividades econômicas como mineração e agricultura nas áreas já demarcadas. O movimento indigenista brasileiro (construído a partir do trabalho incansável do Marechal Rondon, dos irmãos Villas-Bôas, de Darcy Ribeiro e tantos outros) se prepara para o pior. Quanto às novas diretrizes ambientais - capitaneadas por um ministro condenado pela Justiça por improbidade administrativa quando era Secretário do Meio Ambiente do Estado de São Paulo - é de se esperar que haja forte reação dentro e fora do país, com eventual risco para as exportações brasileiras.

Em 2019 deverá se consolidar mundo afora o banimento dos plásticos descartáveis. Num planeta em que, segundo dados da ONU, os oceanos deverão abrigar mais fragmentos plásticos do que espécies marinhas até 2050, a substituição do plástico por outros materiais tem inspirado novas leis no Brasil e no mundo. No próximo mês de abril o arquipélago de Fernando de Noronha implantará o banimento definitivo de todos os plásticos descartáveis (copos, garrafas, canudos, pratos, talheres etc.). Também em 2019, a cidade do Rio de Janeiro - primeira capital do país a banir canudos plásticos descartáveis - deverá estender a proibição para os copos feitos do mesmo material. Até o fim do ano que vem, a companhia aérea Hi Fly consolidará a substituição de todos os utensílios plásticos usados em seus voos por outros materiais. O primeiro voo “plastic free” veio de Lisboa e aterrissou em Natal (RN) no último dia 26 de dezembro substituindo com sucesso 150 Kg de materiais plásticos por produtos compostáveis.

Leia completo em Institudo Humanitas Unisinos

Aquecimento dos oceanos ocorre em ritmo mais rápido que o esperado

Cientistas afirmam que 2018 foi o ano mais quente já registrado nos mares. Fenômeno relacionado ao aquecimento global ameaça espécies e contribui para aumento do nível do mar e tempestades mais intensas.

A temperatura dos oceanos está aumentando em ritmo mais rápido do que anteriormente estimado, ameaçando uma grande quantidade de espécies marinhas e podendo resultar na elevação do nível do mar, revelou um estudo de cientistas americanos e chineses divulgado nesta quinta-feira (10/01). As conclusões, divulgadas na revista Science, contrariam pesquisas anteriores que apontavam uma estagnação do aquecimento global nos últimos anos.

Novas medições com o auxílio de quase 4 mil robôs flutuantes distribuídos pelos oceanos demonstraram um índice de aquecimento maior do que o calculado pelo último levantamento da ONU sobre o aquecimento global, em 2013.

Os robôs flutuantes ficam à deriva nos oceanos, mergulhando periodicamente a uma profundidade de 2 mil metros e registrando a temperatura, salinidade, pH (acidez) e outras informações antes de retornar à superfície.

Segundo os pesquisadores, os robôs forneceram "dados consistentes e amplos sobre o calor dos oceanos desde a metade dos anos 2000". Os novos dados demonstram que o aquecimento nos oceanos ocorre no mesmo ritmo do aumento da temperatura global do ar.

Leia completo em Made For Minds

Mais itens...

  1. A Amazônia se aproxima do ponto de ruptura, diz Carlos Nobre
  2. Verão tem temperaturas mais altas que as do ano passado; tendência é esquentar
  3. Agro holandês é POP
  4. Animais silvestres em perigo: projeto de lei libera caça no Brasil, também em unidades de conservação. E muito mais!
  5. Chuvas torrenciais e muito calor: o que determina o clima das grandes cidades?
  6. Verão de 2019 vai ser escaldante e já sabemos qual mês será o pior
  7. In Climate Change Fight, Brazil Owes Nothing, Minister Says
  8. Governo acaba com secretaria dedicada a mudanças climáticas e gera temor entre cientistas
  9. Ministério do Meio Ambiente oferece 8 cursos na área socioambiental
  10. Agenda do Evento de Lançamento do Relatório "Potência Ambiental da Biodiversidade: um caminho inovador para o Brasil"
  11. COP 24 aprova 'livro de regras' do Acordo de Paris
  12. Relatório encomendado pela própria UNFCCC sobre o aquecimento
  13. Ministros chegam para completar livro de regras de Paris (e, quem sabe, salvar o IPCC)
  14. Secretário-geral da ONU alerta que planeta não pode se permitir fracassar na COP 24
  15. Brasil perderá se sair do acordo climático, diz ex-negociador dos EUA
  16. 1. SBPC se manifesta contra a saída do Brasil do Acordo de Paris
  17. A COP24 em Katowice terminou neste domingo, por volta das 00:30h.
  18. Artigo: Capitalismo climático Para a obtenção do lucro, é fundamental que se limite o aumento de temperatura da Terra
  19. Painel Brasileiro de Mudanças Climáticas e a Fundação Grupo Boticário lançam Sumário para Tomadores de Decisão sobre biodiversidade e clima na COP24
  20. Relatório Especial “Potência Ambiental da Biodiversidade: um caminho inovador para o Brasil”
  21. 1º Fórum Brasileiro de Transição Energética
  22. Evento de Lançamento do Sumário para Tomadores de Decisão (STD) do PBMC e BPBES – Espaço Brasil na COP-24
  23. “Bolsonaro cree que el cambio climático es una cosa de activistas que gritan”
  24. COP24 "Eles chegaram a Katowice de bicicleta"
  25. Como anda a COP14 da Biodiversidade?
  26. Moving for Climate NOW
  27. 2018 UN Biodiversity Conference
  28. Primeira chuva no Atacama em 500 anos destrói vários micróbios
  29. Novo ministro de Relações Exteriores do Brasil acredita que as mudanças climáticas são “conspiração marxista”
  30. Temperatura do planeta poderá aumentar 3,2 graus Celsius, muito além da meta de 1,5
  31. Biodiversidade é 'galinha de ovos de ouro' desperdiçada no Brasil, mostra relatório
  32. Impacto das mudanças climáticas intensificam incêndios na Califórnia
  33. Biodiversidade não é problema, é solução
  34. BRASIL pode ser líder em desenvolvimento sustentável, dizem cientistas
  35. Amazônia está próxima de atingir percentual irreversível de desmatamento
  36. Aquecimento climático em São Paulo já é o dobro da meta global
  37. Não é só pelo 1,5ºC
  38. Chamada pública "Boas práticas de sustentabilidade A3P"
  39. Ministro divulga nota sobre fusão com o MAPA
  40. Fome: aquecimento aumenta o risco de uma nova grande crise global
  41. Populações de animais caíram 60% em 44 anos, alerta WWF
  42. Anúncio da fusão dos ministérios da Agricultura e Meio Ambiente preocupa a Coalizão Brasil
  43. Remote Hawaiian Island Wiped Off The Map
  44. Dados do Inpe sugerem aceleração da área desmatada na Amazônia
  45. O que precisa ser feito em cada setor para limitar o aquecimento global em 1,5oC?
  46. Cientista alerta que aumentar a área da agropecuária e destruir florestas causará prejuízos à economia
  47. 1,5°C a mais até o fim do século - otimismo possível?
  48. O Brasil e a biodiversidade
  49. Aquecimento global está acima da meta, diz IPCC
  50. Análise: Relatório do IPCC força aquecimento global sobre agenda dos candidatos a presidente
  51. ONU dá último alerta para evitar a catástrofe climática
  52. Educação ambiental abre 16 mil vagas
  53. 37 things you need to know about 1.5C global warming
  54. We have 12 years to limit climate change catastrophe, warns UN
  55. Leaked US critique of climate report sets stage for political showdown in Korea
  56. Aquecimento global pode modificar eixo de rotação da Terra, aponta estudo da Nasa.
  57. Mobilidade elétrica na cidade: Veículos Coletivos e de Carga
  58. Aquecimento eleva risco de desertificação no Nordeste
  59. DERRETIMENTO DO PERMAFROST ESGOTA O ORÇAMENTO DE CARBONO ANTES DO PREVISTO
  60. Ações para reduzir emissões na agricultura ainda não são suficientes Este trecho é parte de conteúdo que pode ser compartilhado utilizando o link https://www.valor.com.br/agro/5852317/acoes-para-reduzir-emissoes-na-agricultura-ainda-nao-sao-suficientes o
  61. IV ENPJA ocorre em setembro
  62. Abordagens metodológicas para análise de Vulnerabilidades à Mudanças Climáticas
  63. A Cidade Universitária e o Consumo de Energia - Hoje
  64. Marcha pelo clima reúne mais de 30 mil pessoas nos EUA.
  65. Mobilização global ‘Una-se pelo clima’ realiza ações em mais de 90 países
  66. Navio bate em ponte e aeroporto fica isolado na passagem do Tufão Jebi no Japão
  67. NASA Discovers Bubbling Lakes In The Remote Arctic - A Sign Of Global Warming
  68. Elevação das concentrações de carbono na atmosfera ameaça a nutrição humana
  69. O aquecimento global já é realidade. E agora?
  70. Merkel diz ser contra novas metas de redução de emissão de gases na Europa
  71. XIII UFRJ AMBIENTÁVEL - Semana Acadêmica da Engenharia Ambiental
  72. A Professora e cientista Suzana Kahn participou do evento "Foco nos setores de Energia Elétrica e Petróleo e Gás", promovido pela Siemens.
  73. A Cidade Universitária e o Consumo de Energia
  74. Kofi Annan, Who Redefined the U.N., Dies at 80
  75. NASA releases time-lapse of the disappearing Arctic polar ice cap
  76. Árvores revelam evolução da poluição ambiental em São Paulo
  77. Presidente eleito terá de retomar trilha da responsabilidade climática e enfrentar retrocesso
  78. Heat: the next big inequality issue
  79. Mudança climática está matando os cedros do Líbano
  80. Céticos do clima devem pedido de desculpas a quem acreditou neles
  81. Uma fornalha chamada Terra
  82. Coletivo urbano está à beira do colapso
  83. Darwinismo tecnológico
  84. O que é o fenômeno 'Terra estufa' e por que estamos caminhando para ele, segundo novo estudo
  85. Vento pode ser segunda principal fonte de energia elétrica do país em 2019
  86. Mudanças climáticas poderão extinguir 10% das espécies de anfíbios da Mata Atlântica
  87. O aquecimento global está ganhando
  88. Capitalism Killed Our Climate Momentum, Not “Human Nature”
  89. Eólicas serão 2.ª fonte de energia do País em 2019
  90. Climate Change Needs Behavior Change
  91. Com orçamento ameaçado, Conselho Superior da Capes lista as consequências para 2019
  92. Europa pode não ter saída, a não ser se adaptar ao calor
  93. A partir de 1º de agosto a Humanidade entra em déficit ambiental com o planeta
  94. O que é a canícula e como ela explica a onda de calor extremo em várias partes do mundo
  95. Grupo vai pressionar presidenciáveis por ações contra efeito estufa
  96. Ocean acidification to hit levels not seen in 14 million years
  97. 40 graus na Sibéria e 30 graus na Noruega: onda de calor quase planetária surpreende especialistas
  98. Amazônia em Foco: A Floresta de hoje e do amanha
  99. Lançamento do cenário Shell Sky Alcançando as metas do Acordo de Paris
  100. Impulsionando o potencial do Brasil na transição energética

Unicast